Google
 

quinta-feira, agosto 20, 2009

ESFORÇO PROPRIO - Lancelin

ESFORÇO PRÓPRIO

Espírito Lancelin

Nos caminhos que percorremos, notaremos as lições evidentes de que Deus já fez a Sua parte, faltando apenas a nossa, para a integração no bem comum, onde o amor chegou para despertar as qualidades da vida, onde dormitavam.
O “buscai e achareis” do Evangelho é grandioso; é buscar dentro de nós mesmos, onde existe tudo o que a ciência da vida colocou, para que os esforços próprios façam com que encontremos.
“Pedi e obtereis”! O pedido, na ciência espiritual é buscar pelo trabalho, na ação do amor e da caridade. O “pedi e obtereis” é certamente pedir pela palavra do trabalho honesto; esses são os sons que a espiritualidade ouve e atende, nas notas, nos escritos que salvam, na função do amor e, pelas tuas mãos abençoadas, sob o comando da lúcida mente, será escrito: “Ajuda teu semelhante a levantar a carga, mas não a carregues por ele”. Eis que cada um deve e pode fazer o seu dever, fazendo a sua parte, cumprindo a sua obrigação.
O trabalho com amor abre canais para a paz de consciência. Compete a cada um trabalhar para ajudar ao próximo, mas ficando sempre vigilante, para não fazer a parte que pertence ao próximo. É bom que nos lembremos de Jesus, na subida do Calvário, onde o cirineu ajudou a levantar a cruz, quando o Cristo caiu, mas não a levou por todo o tempo, pois que era missão do Mestre. Ele mesmo a levou e, estendido no madeiro, perdoou Seus algozes e ainda disse que eles não eram maus, mas ignorantes, não sabendo o que faziam.
Trabalha atentamente, ajudando, porém não tires a oportunidade do teu irmão libertar-se a si mesmo.

ORAÇÃO POR ENTENDIMENTO - Emanuel

Senhor Jesus!

Auxilia-nos a compreender mais, a fim de que possamos servir melhor, já que, somente assim, as bênçãos que nos concedes podem fluir, através de nós, em nosso apoio e em favor de todos aqueles que nos compartilham a existência.

Induze-nos à prática do entendimento que nos fará observar os valores que, porventura, conquistemos, não na condição de propriedade nossa e sim por manancial de recursos que nos compete mobilizar no amparo de quantos ainda não obtiveram as vantagens que os felicitam a vida.

E ajuda-nos, oh! Divino Mestre, a converter as oportunidades de tempo e trabalho com que nos honraste em serviço aos semelhantes, especialmente na doação de nós mesmos, naquilo que sejamos ou naquilo que possamos dispor, de maneira a sermos hoje melhores do que ontem, permanecendo em ti, tanto quanto permaneces em nós, agora e sempre.

Assim seja.


Emmanuel

Receba por E-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Agregadores