Google
 

quarta-feira, agosto 25, 2010

Guarana propriedades - cura - emagrecer

GUARANÁ

 

É sabido que o fruto do guaraná estimula a produção de dopamina e adrenalina na circulação sanguínea,

Utilizado para revigorar o organismo, principalmente atuando para evitar o sono ele é muito utilizadopor pessoas que enfrentam um período prolongado de trabalho ou estudo.

Entre os efeitos que o consumo do guaraná causa estão o aumento de entusiasmo, da euforia além de melhorar o fluxo de idéias.

O seu uso ao longo do tempo por populações indígenas e urbanas o consagrou entre as pessoas que atribuem entre seus efeitos:

- Aumento da atividade motora (excitante, estimulante), melhora a circulação sangüinea combatendo assim arteriosclerose e a isquemia.

- Pode ser considerado excitante sexual

- Recuperação de cansaço mental.

- Bom para enxaquecas e dores de cabeça em geral.

- Redução da ressaca da ingestão de bebidas alcoólicas.

- Serve para doenças de senhoras (útero, ovário, trompas), regula o funcionamento destes orgãos e reduz as cólicas menstruais.

- Moderador de apetite que podeo ser utilizado nos regimes para emagrecer.

- Auxiliar no tratamento de hemorróida.

- Recompõe as células da pele facial.

- Diurético.

- Tônico revigorante e rejuvenescedor.

- Previne cãibras, enxaquecas, problemas gastrointestinais e intestinais

 

Outros Benefícios

 - Além de cafeína o qual o guaraná contém uma grande quantidade, sendo superior em concentração ao próprio café

 ele possui também um outro estimulante a teobromina, além de fibras vegetais, amido, ácido tânico, cálcio, ferro, fósforo, potássio, tiamina e vitamina A.

 

Fruto da guaranazeiro, o guaraná tem o nome científico de Paullinia cupana sendo encontrado no Brasil, Venezuela e Guianas.

O nome guaraná lhe foi dado pelos índios guaranis pela combinação de duas palavras (guarabira + raná) que na língua indígena quer dizer frutos que parecem com olhos de gente.

Depois de ser colhido, o fruto do guaraná é secado e após pode ser transformado em um pó de aspecto marrom cujo sabor tem gosto amargo.

 

O melhor horário de consumir o guaraná é pela manhã, tendo em vista que seu efeito dura em torno de 6 horas e pode causar insônia se consumido na parte da tarde

Quanto a este fator, existe o risco do indivíduo, ao ter o sono comprometido, ingerir nova quantidade pela manhã,

 

Atenção: Todas as propriedades terapêuticas são atribuídas pela sabedoria popular.

Nos frascos de pó de guaraná que são adquiridos em farmácias normalmente vem estampado a mensagem:

"O Ministério da Saúde adverte: não existem evidências científicas comprovadas de que este alimento previna, trate ou cure doenças."

 

Algumas fontes de referência:

http://amazonheflem.tripod.com

http://www.mundoeducacao.com.br

O Que Sao células tronco

 

Células-tronco são as células com capacidade de auto-replicação, isto é, com capacidade de gerar uma cópia idêntica a si mesma e com potencial de diferenciar-se em vários tecidos.

Quanto a sua classificação, podem ser:

- Totipotentes, aquelas células que são capazes de diferenciarem-se em todos os 216 tecidos que formam o corpo humano, incluindo a placenta e anexos embrionários. As células totipotentes são encontradas nos embriões nas primeiras fases de divisão, isto é, quando o embrião tem até 16 - 32 células, que corresponde a 3 ou 4 dias de vida;

- Pluripotentes ou multipotentes, aquelas células capazes de diferenciar-se em quase todos os tecidos humanos, excluindo a placenta e anexos embrionários, ou seja, a partir de 32 - 64 células, aproximadamente a partir do 5º dia de vida, fase considerada de blastocisto. As células internas do blastocisto são pluripotentes enquanto as células da membrana externa destinam-se a produção da placenta e as membranas embrionárias;

- Oligotentes, aquelas células que se diferenciam em poucos tecidos;

- Unipotentes, aquelas células que se diferenciam em um único tecido.

Constitui um mistério para os cientistas a ordem ou comando que determina no embrião humano que uma célula-tronco pluripotente se diferencie em determinado tecido específico, como fígado, osso, sangue etc. Porém em laboratório, existem substâncias ou fatores de diferenciação que quando são colocadas em culturas de células-tronco in vitro, determinam que elas se diferenciem no tecido esperado. Um estudo está sendo desenvolvido pela USP para averiguar o resultado do contato de uma célula-tronco com um tecido diferenciado, cujo objetivo é observar se a célula-tronco irá transformar-se no mesmo tecido com que está tendo contato. As células-tronco da pesquisa foram retiradas de cordão umbilical.


Quanto a sua natureza, podem ser:

Adultas, extraídas dos diversos tecidos humanos, tais como, medula óssea, sangue, fígado, cordão umbilical, placenta etc. (estas duas últimas são consideradas células adultas, haja vista a sua limitação de diferenciação). Nos tecidos adultos também são encontradas células-tronco, como medula óssea, sistema nervoso e epitélio. Entretanto, estudos demonstram que a sua capacidade de diferenciação seja limitada e que a maioria dos tecidos humanos não podem ser obtidas a partir delas.

Embrionárias, só podem ser encontradas nos embriões humanos e são classificadas como totipotentes ou pluripotentes, dado seu alto poder de diferenciação. Estes embriões descartados (inviáveis para a implantação) podem ser encontrados nas clínicas de reprodução assistida ou podem ser produzidos através da clonagem para fins terapêuticos.


Podem ser obtidas:

- Por Clonagem Terapêutica é a técnica de manipulação genética que fabrica embriões a partir da transferência do núcleo da célula já diferenciada, de um adulto ou de um embrião, para um óvulo sem núcleo. A partir da fusão inicia-se o processo de divisão celular, na primeira fase 16-32 são consideradas células totipotentes. Na segunda fase 32-64 serão células pluripotentes, blastocisto que serão retiradas as células-tronco para diferenciação, in vitro, dos tecidos que se pretende produzir. Nesta fase ainda não existe nenhuma diferenciação dos tecidos ou órgãos que formam o corpo humano e por isso podem ser induzidas para a terapia celular.

- Do Corpo Humano as células-tronco adultas são fabricadas em alguns tecidos do corpo, como a medula óssea, sistema nervoso e epitélio, mas possuem limitação quanto a diferenciação em tecidos do corpo humano.

- De Embriões Descartados (inviáveis para implantação) e Congelados nas clínicas de reprodução assistida


Podem ser utilizadas:


Terapia Celular: tratamento de doenças ou lesões com células-tronco manipuladas em laboratório.


O que é Clonagem Reprodutiva?

É a técnica pela qual se forma uma cópia de um indivíduo. O procedimento basea-se na transferência do núcleo de uma célula diferenciada, adulta ou embrionária, para um óvulo sem núcleo com a implantação do embrião no útero humano. Gêmeos univitelinos são clones naturais.


Principal diferença das técnicas de Clonagem Terapêutica e Reprodutiva

Nas duas situações há transferência de um núcleo de uma célula diferenciada para um óvulo sem núcleo. Mas na técnica de clonagem para fins terapêuticos as células são multiplicadas em laboratório para formar tecidos específicos e nunca são implantados em um útero.


Vantagens e limitações da Clonagem Terapêutica para a obtenção de células-tronco

A principal vantagem dessa técnica é a fabricação de células pluripotentes, potencialmente capazes de produzir qualquer tecido em laboratório, o que poderá permitir o tratamento de doenças cardíacas, doença de Alzheimer, Parkinson, câncer, além da reconstituição de medula óssea, de tecidos queimados ou tecidos destruídos etc, sem o risco da rejeição, caso o doador seja o próprio beneficiado com a técnica. Mas a principal limitação é que no caso de doenças genéticas, o doador não pode ser a própria pessoa porque todas as suas células têm o mesmo defeito genético.

A clonagem para fins terapêuticos não pode reproduzir seres humanos, porque nunca haverá implantação no útero. As células são multiplicadas em laboratório até a fase de blastocisto, 32-64 células, sendo a partir desse estágio manipuladas para formação de determinados tecidos. Além disso, nessa fase o pré-embrião é constituído por um aglomerado de células que ainda não tem sistema nervoso.

Drª Mayana Zatz
Médica Geneticista da USP

Fonte: http://www.ghente.org/temas/celulas-tronco/index.htm

 

Receba por E-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Agregadores